Após lançamento de foguetes contra Israel, secretário-geral da ONU pede ‘máxima contenção’

Forças da ONU perto de Ghanduriya (UNIFIL)
Forças da ONU perto de Ghanduriya (UNIFIL)

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou grande preocupação após o lançamento de foguetes nesta quinta-feira (22) em direção a Israel. O lançamento veio de dentro da área de responsabilidade da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL).

Ele observou que as missões estão investigando as circunstâncias do incidente em cooperação com as Forças Armadas Libanesas e as Forças de Defesa de Israel.

Em um comunicado divulgado por seu porta-voz em Nova York, o secretário-geral da ONU alertou para os ataques de retaliação por parte das Forças de Defesa de Israel no Líbano, na área de Na’ameh, e condenou “toda e qualquer violação” da resolução do Conselho de Segurança 1701, que pôs fim à guerra de 2006 entre Israel e o grupo libanês Hizbollah.

Ban pediu respeito à chamada “Linha Azul”, o desarmamento de todas as milícias no Líbano e o fim do contrabando de armas na área.

Ban Ki-moon também pediu a todos os interessados para exercer a “máxima contenção” e cooperar com a Missão da ONU, a fim de evitar uma escalada da violência.

“As partes devem aderir plenamente à resolução 1701 (2006) e respeitar o acordo de cessação das hostilidades”, disse ele. “As Nações Unidas estão empenhadas em continuar a trabalhar com as partes para assegurar que a calma que prevaleceu continue a ser sustentada.”

Esta matéria foi originalmente publicada pela ONU Brasil

 
Matérias Relacionadas