Apoio emocional estimula resultados acadêmicos

Um estudo recente indica que alunos que têm mais apoio social e emocional têm melhores resultados acadêmicos. O estudo de três anos foi realizado com base em pesquisas controladas lideradas por Sara Rimm-Kaufman, professora da Escola Curry de Educação da Universidade da Virgínia.

De acordo com Rimm-Kaufman, os resultados indicam que os alunos que têm apoio nas áreas de desenvolvimento social e emocional mostraram na sala de aula melhor aprendizagem acadêmica. Especificamente, eles obtiveram melhores resultados em leitura e matemática.

Além disso, os alunos se beneficiam independentemente de seus distintos históricos socioeconômicos. Segundo Rimm-Kaufman, os ganhos em matemática e leitura foram semelhantes entre alunos que se qualificaram para o almoço gratuito, os com preço reduzido e aqueles que pagaram o preço integral.

Os pesquisadores acompanharam um grupo de alunos e professores em 24 escolas do ensino fundamental por mais de três anos, do final do segundo ano até o final do quinto ano (1ª a 4ª séries). A comparação foi feita com base em resultados de leitura e matemática entre 13 escolas que adotaram a abordagem da Sala de Aula Responsiva (RC) – um tipo de intervenção social e emocional de aprendizado – e 11 escolas que não adoptaram a abordagem.

“Num momento de intensas demandas acadêmicas, muitos críticos questionam o valor de investir tempo ensinando habilidades sociais, na construção de relações de sala de aula e no apoio à autonomia do aluno”, disse Rimm-Kaufman num comunicado de imprensa. “Nossa pesquisa mostra que o tempo gasto no apoio às habilidades sociais e emocionais das crianças pode ser um investimento muito sábio.”

Professores precisam de formação e suporte

“Nossas descobertas levantam questões importantes sobre o apoio de professores na implementação de intervenções de aprendizagem social e emocional, como a RC”, disse Rimm-Kaufman. Ela acredita que a abordagem RC é mais eficaz apenas quando os professores a executam plenamente em suas salas de aula.

De acordo com Rimm-Kaufman, um professor que recebe treinamento e suporte adequado no uso de práticas que melhoram o desenvolvimento social e emocional dos estudantes aumenta os níveis de realização e sucesso.

Além disso, a RC se concentra em melhorar a capacidade dos professores em criar ambientes de sala de aula bem geridos que nutrem as habilidades sociais, acadêmicas e de autorregulação, reforçando ambientes respeitosos e produtivos.

Professores treinados na abordagem RC recebem duas sessões separadas de treinamento de uma semana em verões consecutivos. O estudo indicou que os professores eram mais propensos a usar as práticas de RC quando tinham o apoio do diretor da escola.

O estudo, “A eficácia da abordagem ‘Sala de Aula Responsiva’: Resultados de 3 anos de avaliações longitudinais, aleatórias e controladas”, será publicado este mês no American Educational Research Journal.

 
Matérias Relacionadas