Apesar do aumento de casos de Covid-19, Japão descarta novo alerta sanitário

Por EFE

Tóquio, 30 jul – O governo do Japão descartou nesta quinta-feira a possibilidade de declarar novamente um estado de emergência sanitária, apesar de um número recorde de casos diários de Covid-19, que se espalha perigosamente por todo o país.

De acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas foram registradas 1.264 novas infecções, pela primeira vez mais de mil casos, desde que o novo coronavírus chegou ao Japão, no mês de janeiro.

Desses novos casos, 250 foram registrados em Tóquio, abaixo do recorde diário de 366 pessoas infectadas registradas no último dia 23, mas em Osaka, a segunda maior cidade do país, haviam 221 infectados, pela primeira vez acima dos 200 casos.

A Covid-19 chegou pela primeira vez na província de Iwate, no norte do país, quando ontem foi confirmado através de testes positivos de dois homens de meia idade.

Até agora, Iwate era a única das 47 províncias japonesas que não havia registrado casos do novo coronavírus.

Ao ser questionado hoje sobre esta extensão da pandemia, o ministro porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, rejeitou a ideia de voltar ao estado de emergência sanitária que esteve em vigor no país entre 7 a 25 de maio.

“Este não é o momento para o estado de emergência e a paralisia total da atividade econômica”, disse Suga.

O porta-voz do governo prefere tomar precauções em locais públicos para evitar a disseminação de infecções, e citou o fato de que muitos dos recém-infectados são jovens que se contagiaram nas boates.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas