Antibióticos promovem o surgimento de bactérias perigosas

Um número significativo de pessoas toma antibióticos para tratar infecções bacterianas, mas os cientistas da Universidade de Carolina do Norte e de San Diego, EUA, revelaram que é importante deixar de vê-los como máquinas assassinas.

Os investigadores descobriram um efeito colateral no consumo de antibióticos: a produção de biofilmes, uma forma específica da existência de determinadas bactérias.

Os biofilmes

“O fato de muitas bactérias formarem biofilmes em resposta a um antibiótico não foi nenhuma descoberta revolucionária, pois esta reação as ajuda a sobreviver. Mas sempre se considerou que esta era uma reação ao estresse em geral. Nossa descoberta indica claramente que alguns antibióticos estimulam a formação de biofilmes, o que não tem nenhuma relação com a sua capacidade de matar bactérias “, diz a pesquisadora-chefe, Elizabeth Shank.

Os pesquisadores relatam que mais ‘superbactérias’ estão se tornando resistentes aos antibióticos, como, por exemplo, em casos de malária, tuberculose e tifo. Ao mesmo tempo, vários estudos têm confirmado que o consumo de antibióticos pode ser prejudicial para as boas bactérias, podendo, inclusive, danificar as células saudáveis ​​e destruir funções vitais do corpo.

Leia também: 
Os antibióticos que você pode estar comendo sem saber – Parte 1
A culpa não é dos micróbios; é nossa
Cinco métodos naturais para melhorar seu sistema imunológico

 

Matéria publicada originalmente por LaRede21

 
Matérias Relacionadas