Anonymous declaram ciberguerra ao regime chinês

Membros do grupo de hackers ‘Anonymous’ declararam oficialmente ciberguerra ao regime chinês num anúncio de vídeo em 15 de outubro. “Nós agora declaramos ciberguerra ao governo da China”, diz uma figura translúcida no vídeo, como cenas de Hong Kong aparecendo ao fundo.

No vídeo, a figura usa uma máscara de Guy Fawkes do filme “V de Vingança” e fala com uma voz tipicamente usada pelo Anonymous. O vídeo foi inicialmente postado no YouTube, mas a conta e o vídeo foram desativados.

O vídeo foi postado para alertar que o Anonymous está planejando ataques em larga escala contra redes do governo chinês. Em 14 de outubro, eles anunciaram uma nova série de ataques em resposta à violência policial contra os manifestantes pró-democracia em Hong Kong.

“Não ficaremos parados enquanto ocorre essa violência contra os manifestantes. Continuaremos a lançar nossos ataques a infraestruturas governamentais e a vazar informações”, diz o vídeo. “Usaremos todos os nossos recursos para lutar contra essas injustiças até que as negociações de paz entre os manifestantes e funcionários do governo sejam retomadas”, continua o vídeo.

A nova série de ataques, diz um comunicado da Operação Hong Kong do Anonymous, ou #OpHongKong, terá início em 18 de outubro. O grupo postou uma lista de cerca de 150 websites do governo chinês que pretendem atingir.

Os próximos ataques seguem uma série de ataques do grupo lançados contra o regime chinês desde o início de outubro. Em 11 de outubro, eles publicaram as bases de dados de 51 websites do governo chinês, que incluíam nomes de usuários e senhas, além de outros arquivos.

“Nós lhes demos uma pequena lista de alvos que violaríamos na última vez e fomos bem-sucedidos em nossos ataques…”, diz o anúncio do Anonymous. “Agora, aqui estão alguns de nossos próximos alvos, divirtam-se, preparem-se, vocês não podem nos deter.”

 
Matérias Relacionadas