No Aniversário da Praça da Paz Celestial, filme pede uma China Livre

Um documentário sobre a China moderna que é ao mesmo tempo chocante e profundamente inspirador comoveu a público às lágrimas nesta terça-feira (3) à noite.

O filme é chamado “Free China: The Courage to Believe” (‘China Livre: A coragem de acreditar’), dirigido por Michael Perlman. O filme foi exibido para um público privado em Los Angeles em memória ao 4 de junho de 1989. Esta data marca o 25º aniversário do Massacre da Praça da Paz Celestial na China.

“Eu achei o filme bastante comovente e inspirador”, disse a atriz e modelo Michaela Blanks. Ela disse que o filme a levou às lágrimas. “Vou compartilhar isso com todos os meus amigos, família e todos na escola. Fiquei tão comovida com o filme. Eu quero apenas ajudar.”

O filme segue a história de duas pessoas que foram presas e torturadas na China por suas crenças no Falun Gong, uma disciplina espiritual tradicional chinesa que se baseia nos princípios de verdade, compaixão e tolerância.

Uma delas, uma mulher chinesa, conta como guardas do campo de trabalho forçado a eletrocutaram com bastões elétricos até que ela perdesse a consciência. Ainda mais doloroso para ela foi ser separada da família.

O outro conta como um tubo foi dolorosamente forçado por sua goela abaixo, porque ele entrou fazer uma greve de fome. Guardas o forçaram a fabricar chinelos e outros itens para exportação.

“Foi revelador para mim saber que esse tipo de coisa está ocorrendo na China, porque eu não tinha ideia”, disse Terita Malone, proprietária da TMJ Models.

Temendo a popularidade crescente do Falun Gong; em 1999, o regime chinês iniciou uma brutal campanha de encarceramento, tortura e assassinato de praticantes da disciplina. Mas as pessoas continuaram a praticar e agora o Falun Gong é popular em todo o mundo.

Desde o lançamento teatral do ‘China Livre’ em 2013, seus cineastas têm trabalhado duro para levar à atenção mundial esta e outras questões de direitos humanos na China. Eles planejam publicar o filme ‘China Livre’ completo com legendas e online para que as pessoas possam assisti-lo na China.

O produtor Kean Wong vivia na Austrália quando o Massacre da Praça da Paz Celestial ocorre 25 anos atrás.

“Eu era um estudante e me lembro dos tanques avançando e como todos nos sentimos desamparados e impotentes”, disse Wong. “Mas agora eu acho que, com a tecnologia e a forma como o mundo está evoluindo, há esperança pela liberdade na China.”

Muitos membros da audiência disseram que sentiram a necessidade de fazer algo imediatamente. “Isso é algo que precisa ser tratado imediata e urgentemente”, disse Jim Decicco, CEO da Fast Forward Entertainment. “Isso é tão ultrajante. Esse é o sentimento, o sentimento de urgência.”

Dolly Shukla, diretora-executiva da The Savvy Traveler, disse: “Certamente, nosso trabalho é fazer o mundo saber o que está ocorrendo, que tantas pessoas anseiam pela melhora do país em que vivem e pelas liberdades que estamos acostumados e como podemos fazer algo a respeito.”

Cineastas e partidários do ‘China Livre’ realizaram mais de 700 projeções privadas em todo o mundo. O filme também é vencedor de vários prêmios de festivais de cinema.

Para aqueles que querem saber mais sobre ou ajudar a promover o filme, os cineastas lançaram uma campanha no www.HelpFreeChina.com.

 
Matérias Relacionadas