Acidente inusitado com carrinho de golfe mata duas pessoas na Tailândia

Sul-coreanos estavam de férias na Tailândia para a temporada de Natal e foram jogar golfe em Phitsanulok

Por Jack Phillips

Dois turistas sul-coreanos morreram quando os carrinhos de golfe de suas esposas se chocaram nos seus carrinhos de golfe, enviando-os para um rio lamacento, onde mais tarde se afogaram, segundo relatos.

Os casais estavam de férias na Tailândia para a temporada de Natal, quando foram jogar golfe em Phitsanulok. Os dois estavam em um carrinho de golfe se preparando para atravessar o rio quando o veículo de suas esposas não parou e os atingiu por trás, derrubando o carrinho de uma plataforma flutuante, segundo a BBC em 27 de dezembro.

More than 50 rescue workers from the military and police looked for the missing men.

Posted by New York Post on Thursday, December 27, 2018

Os corpos de Jun Yong Sung, 68, e Jaseoong Ha, 76, foram recuperados no rio Nan. A CNN informou que o corpo de Sung Jun-yong foi encontrado em 25 de dezembro, enquanto o corpo de Jaseoong Ha foi encontrado na quinta-feira(27).

“As esposas disseram que ambos foram capazes de nadar, mas acho que a causa do afogamento foi a forte correnteza”, disse um porta-voz da polícia à AFP.

O caddie dos turistas também caiu no rio Nan, mas foi resgatado por um pescador. The Guardian relatou que as mulheres também foram jogadas no rio, mas foram resgatadas.

Ok Su Kim, a esposa de uma das vítimas, foi hospitalizada por lesões durante o acidente, informou a Fox News.

A polícia disse que está investigando o incidente e examinará a segurança da jangada.

Outros detalhes sobre o acidente não estão claros.

Turismo em crise?

A Tailândia, recebe em média 35 milhões de turistas por ano, mas o turismo foi afetado em 2018 depois que uma balsa transportando turistas chineses afundou em julho, matando 47 pessoas. O turismo foi imediatamente atingido após o acidente, observou o Guardian.

De acordo com o The Thaiger, devido ao acidente, “o Ministério de Turismo e Esportes da Tailândia revisou oficialmente sua previsão para o período entre julho a dezembro, obtendo uma redução de quase 670.000, dos anteriores 5,1 milhões de turistas chineses”.

Mas após o acidente, um ministro do governo tailandês culpou, na segunda-feira, operadores turísticos chineses após o acidente com a balsa, informou a Reuters.

O vice-primeiro-ministro Prawit Wongsuwan culpou os operadores turísticos chineses por não respeitarem a legislação de segurança tailandesa. “Alguns chineses usam tailandeses para atrair turistas chineses… eles não prestaram atenção aos avisos… e é por isso que esse incidente aconteceu. Isso precisa ser remediado”, disse Prawit.

O Ministério do Turismo da Tailândia disse que daria US$ 30.202 (1 milhão de baht) em compensação para cada família das vítimas.

O turismo é responsável por cerca de 12% do produto interno bruto na segunda maior economia do Sudeste Asiático, tornando-se um dos impulsionadores mais importantes do crescimento e esses desastres levantam inevitavelmente questões sobre danos à indústria.

Em agosto de 2015, 20 pessoas foram mortas, muitas delas turistas chineses, em um bombardeio em um santuário de Bangcoc, o pior ataque do tipo em solo tailandês. As chegadas de turistas chineses diminuíram ligeiramente após o ataque, mas logo se recuperaram.

Meses antes, a famosa praia da Tailândia, do filme “The Beach”, fechou, de acordo com a Business Insider. Uma turista de 23 anos, Lara Vogelsberg, disse na época: “A praia do filme é muito relaxante, não há pessoas para serem vistas e você tem essa ideia de um lugar muito solitário no meio do nada. Então você vem aqui e acha que está na Times Square em Nova York”.

A Reuters contribuiu com esta notícia.

 
Matérias Relacionadas