14 lugares no Egito que você precisa visitar

Enquanto o Egito enfrenta um tumulto político e social, sua paisagem exótica, misteriosa e histórica continua atraindo turistas, aventureiros e exploradores. Se você pensa em explorar o Egito em 2014, selecionamos 14 locais indispensáveis no Egito, além de alguns que obrigatoriamente já devem estar em sua lista.

1. Deserto Branco

Apesar de parecer ser a foto da Lua, as fotos acima do Deserto Branco, foram tiradas próximo ao Oasis de Bahareya. O branco na superfície do deserto, que lembra um planeta alienígena, foi utilizado para muitos filmes de ficção científica, incluindo Riddick de Vin Diesel. O deserto é famoso por suas formações rochosas, safáris e camping noturno.

2. Mesquita do Sultão Qalawun no Cairo Antigo

Enquanto o Cairo Antigo é repleto de mesquitas históricas, a Mesquita do Sultão Qalawun é a única que combina a arquitetura das igrejas europeias e os designs do mundo islâmico. A Mesquita foi construída durante o período Umayyad no ano de 718 e possui características similares àquelas encontradas na Mesquita de Córdoba na Espanha.

3. Wadi El-Hitan (Vale das Baleias) em Fayoum

Classificado como patrimônio da humanidade pela UNESCO em 2005, o nome da área “Vale das Baleias” surgiu devido aos milhões de fósseis de uma espécie pré-histórica de baleia, a archaeoceti, encontrados na área. A descoberta foi adicionada ao debate questionando a evolução das baleias como animal terrestre para mamíferos aquáticos.

Além de sua importância científica, Wadi El-Hitan proporciona uma das melhores experiências em camping, brindando os campistas com maravilhas astronômicas que rivalizam com as Pirâmides de Gizé.

4. Mesquita Al-Azhar

A Mesquita de Al-Azhar foi originalmente construída no ano de 970 e permanece sendo uma das mais importantes do Egito e do mundo islâmico. Foi a primeira mesquita construída no Cairo e eventualmente lá desenvolveu-se a segunda universidade mais antiga do mundo. Os estudantes de Al-Azhar aprendem sobre ciência, matemática, literatura e outros tópicos além da religião. Atualmente, a Instituição Al-Azhar é a mais proeminente Autoridade Islâmica Sunni no Egito e no mundo islâmico.

5. Lago Qarun

O Lago Qarun é o terceiro maior lago no Egito e permanece um mistério a origem de sua formação. Existem muitos mitos envolvendo sua formação – incluindo histórias que retrocedem à época do profeta Moisés – mas uma coisa é clara: é maravilhoso.

6. Mesquita “Iluminada”

Seu nome foi dado em homenagem à Imam Al –Hakim bi –Amr Allah, o sexto Kahlifa Fatimid. A Mesquita Iluminada (Al-Jama’a Al-Anwar) foi originalmente construída entre os anos 928 e 992. Localizada no centro islâmico do Cairo, próximo ao mercado Khan El Jalili, a mesquita é um local idolatrado e usado para os egípcios muçulmanos que procuram refúgio do caos externo.

7. Oásis Bahareya

O Oásis Bahareya ou Oasis próximo ao mar, é uma área conhecida por suas mangas e tâmaras. Acredita-se que Alexandre, o Grande, tenha passado pela área, devido à proximidade de um templo para os Gregos na região. Os visitantes podem ainda ver as casas feitas de lama como forma de isolamento do calor e do frio.

8 – Deserto Negro

Próximo ao Deserto Branco, é conhecido pelas suas montanhas negras. Muitos anos atrás, a área era dominada por vulcões em constante erupção, deixando rochas pretas vulcânicas e colinas.

9. Ras El-Shaitan

Praia, sul, viagens no deserto e mergulho: o que mais se pode querer deste templo de relaxamento no Sinai?

10. O Nilo e o Cairo à noite

Para beber um chá quente ou fumar shisha em um agradável passeio de  felucca (barco), saboreando um jantar no Nilo em frente às luzes da cidade do Cairo.

11. El-Fishawy Café e Wekalet El-Ghoury

Por mais de 230 anos, o El-Fishawy Café (ou Qahwat El-Fishawy) no Khan El-Kalili suportou as ações do tempo, trazendo café, chá tradicionais, shisha e música aos habitantes e visitantes . Atualmente, é um dos únicos cafés renomados no Egito e no Mundo Árabe – um ícone da arte tradicional egípcia de se relaxar, ouvir música ao vivo, fumar um saboroso e perfumado shisha e conhecer novas pessoas.

Localizado no coração do Cairo Islâmico está o Wekalet El-Ghoury, uma verdadeira joia escondida que confere aos estrangeiros um olhar sobre a cultura e tradição do Egito, uma verdadeira joia escondida que possibilita um olhar mais aprofundado da cultura e tradição egípcias. Wekalet El Ghouri , que está localizado a alguns minutos do histórico mercado de Khan El-Khalili, organiza eventos culturais e performances toda a semana.

Atualmente conta três vezes por semana com um musical Sufi e a “Tanoura”, espetáculo de dança e ritual. Utilizando uma variedade de instrumentos, um grupo de artistas de enche o clima do edifício histórico com músicas que vão desde uma flauta ao “Oud” e o pandeiro. Após várias performances que giram em torno de temas espirituais – e até mesmo muitas vezes bem-humorados, a dança do Sufi Tanoura começa, eletrizando o local com artistas que mostram incrível talento e habilidade, espetacularmente concluindo o show.

12. Khan El-Kalili

Khan El -Khalili remonta a 1382 e está localizado no antigo bairro islâmico do Cairo. É possível se perder no labirinto de vielas estreitas, deparando-se com tesouros escondidos e monumentos históricos, e conversar com os lojistas locais enquanto o cheiro de especiarias e comida local pairam no ar e resultam em uma experiência inesquecível. A calorosa hospitalidade dos habitantes locais é fundamental para essa experiência: eles lhem oferecer chá, passeio pelos becos, contam histórias sobre suas lojas, ou simplesmente sorriem para a câmera.

13. Desert Breath

Em 1997, três artistas se reuniram para criar o “Desert Breath” no deserto próximo ao mar vermelho em Hurghada. Foi finalizado em março de 1997 e é possível vê-lo atualmente por meio de satélite via Google Earth, cobrindo aproximadamente 100.000 metros quadrados. Consiste em vários cones maiores que seres humanos em uma espiral dupla com uma piscina no centro da obra.

Com a passagem do tempo, a obra de arte está se desmanchando e novamente retornando ao próprio deserto. Duas décadas depois, permanece como lembrete da passagem do tempo que ainda pode ser vista.

14. As pirâmides

A Grande Pirâmide de Gizé é a última maravilha remanescente do Mundo Antigo: é uma visita obrigatória para todos visitantes do Egito. No passado, seria difícil conseguir uma fotografia ininterrupta das Pirâmides em toda a sua glória. Atualmente, com uma queda significativa no número de turistas, visitantes da pirâmide irão realmente se sentir transportados para um outro mundo, onde o silêncio paira.

Obviamente, esta lista não é conclusiva: Luxor, Aswan, Alexandria e dezenas de outros locais e cidades do Egito são igualmente belas e mantém tesouros próprios.

Egyptian Streets

 
Matérias Relacionadas