Publicado em 17/01/2016 às 22:46 - Atualizado em 17/01/2016 às 22:46

Sons do espaço se assemelham aos sons de baleias: ouça aqui

A semelhança seria mais do que "apenas coincidência" podendo haver uma relação real entre os sons das baleias e o coro da Terra

À esquerda: ondas da "música" capturadas por sondas da NASA nos cinturões de Van Allen, em 05 de setembro de 2012 (NASA) Acima e à direita: representação de um artista dos cinturões de Van Allen que rodeiam a Terra. Abaixo e à direita: uma baleia jubarte (Miblue 5 / iStock)

À esquerda: ondas da "música" capturadas por sondas da NASA nos cinturões de Van Allen, em 05 de setembro de 2012 (NASA) Acima e à direita: representação de um artista dos cinturões de Van Allen que rodeiam a Terra. Abaixo e à direita: uma baleia jubarte (Miblue 5 / iStock)

Os cinturões de radiação da Terra criam ondas de rádio conhecidas como “coros da Terra”. Quando os sons são decodificados de forma que possamos ouvir, eles são semelhantes à canção de uma baleia jubarte.

O coro foi flagrado pelas Sondas Gêmeas de Cinturões de Tempestades de Radiação da NASA em 2012, quando passavam pela região do espaço onde o coro se origina. É um fenômeno eletromagnético nos cinturões de Van Allen, feitos de ondas de rádio.

“Isto é o que os cinturões de radiação soariam para os humanos se tivéssemos antenas de rádio em nossas orelhas”, disse Craig Kletzing da NASA. A equipe de Kletzing, da University of Iowa, construiu um receptor para captar os sinais.

Michael Dennin, professor de física e astronomia da University of California, na cidade de Irvine, Estados Unidos, notou a semelhança com os sons da baleia jubarte durante uma entrevista para o documentário da série History Channel “Ancient Aliens”. Ele acha que a semelhança é mais do que “apenas coincidência”, sugerindo que existe uma relação real entre os sons das baleias e o coro da Terra.

O narrador do programa disse que as ondas de rádio dos cintos são “quase idênticas às canções de uma baleia jubarte.”

O Epoch Times contactou cientistas envolvidos no estudo do coro para verificar se uma análise mais detalhada da semelhança tinha sido feita, ou se as pessoas somente ouviram uma semelhança entre os dois.

O cientista responsável pelas sondas de tempestades de radiação da NASA, Dave Sibeck,  respondeu que não existe uma relação direta. Ele disse que “foi interessante o fato das pessoas terem notado uma vaga semelhança”.

Leia também:
Expert fala sobre evidências de reencarnação e vidas passadas
Semelhanças entre a antiga ciência chinesa e a física moderna
Camada atômica do corpo pode representar imortalidade, segundo médicos

Todo conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito ao Epoch Times em Português e para o repórter da matéria.
Leia a diferença. Epoch Times Todos os direitos reservados © 2000-2016